Compartilhar

DIÁLOGOS 2018 REÚNE MAIS DE 100 PESSOAS EM PORTO ALEGRE

Mais de 100 pessoas entre representantes de entidades de agricultores, apicultores, setor de defensivos agrícolas, acadêmicos e governo estiveram reunidos nos dias 27 e 28 de novembro, na 5ª edição da iniciativa Colmeia Viva® Diálogos, realizado em Porto Alegre/RS. O objetivo da iniciativa é  ampliar a compreensão das diferentes realidades, necessidades e desejos dos agentes envolvidos na interação agricultura, apicultura e o uso dos defensivos agrícolas, de forma a encontrar soluções convergentes e viáveis.

O Estado do Rio Grande do Sul foi escolhido para sediar o evento por integrar as áreas-foco do movimento para implantação de um plano nacional voltado às boas práticas de aplicação de defensivos agrícolas para uma relação mais produtiva entre agricultura e apicultura.  Entre os critérios  considerados para a escolha das áreas foco estão o fato de ser uma região agrícola relevante na produção do mel, uma região agrícola relevante para o uso dos defensivos agrícolas, ter relevância na produção do mel e ter  relatos relacionados à perda de abelhas.

Participou da solenidade de abertura realizada pela liderança do  Colmeia Viva® no Sindiveg. Paula Arigoni, o secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Odacir Klein, representando o governador do Estado.

 Ainda na programação do primeiro dia do evento, palestra da diretora de Qualidade Ambiental Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Jacimara Guerra Machado.

 Ao longo dos dois dias, cada diálogo abordou uma bandeira de prioridade do Colmeia Viva®.  Do Diálogo 1: Relação Mais Produtiva entre Agricultura e Apicultura (Bandeira 1), participaram Ana Assad –  Associação Brasileira de Estudos das Abelhas (A.B.E.L.H.A); José Soares de Aragão Brito – Confederação Brasileira de Apicultura (CBA); Marcelo Scapin – Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus); Renata Camargo – União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e Roberta Nocelli – Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)/Campus Araras. A mediação foi feita por Osmar Malaspina – Universidade Estadual Paulista – (Unesp)/Campus Rio Claro.

Do Diálogo 2: Complementaridade entre os defensivos agrícolas e a polinização realizada pelas abelhas (Bandeira 3), o mediador foi Tom Prado – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), do painel que reuniu Anselmo Kuhn – Federação Apícola do Rio Grande do Sul (FARGS); Décio Gazzoni – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); Fabrício Rosa – Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/BR); Gabriel Colle – Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag); José Maria Reckziegel – Associação Gaúcha dos Produtores de Maçã (Agapomi).

No segundo dia do evento (28/11), o Diálogo 3: A abelha no âmbito da agricultura, do defensivo agrícola e da biodiversidade (Bandeira 2) reuniu Betina Blochtein – Pontifícia Universidade Católica (PUC/RS); Lidia Barreto – Universidade de Taubaté (Unitau); Marcia Motta Maués – Rede Brasileira de Interações Planta-Polinizador (REBIPP) e Tom Prado – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), mediados por  Roberta Nocelli – Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)/Campus Araras.

 No Diálogo 4: Conscientização da cadeia de distribuição sobre a importância da integração agricultura-apicultura (Bandeira 4), a mediação foi de Cláudia Inês da Silva – Universidade de São Paulo (USP), com participação de     Ivanir Cella – Confederação Brasileira de Apicultura (CBA); João Augusto Telles  – Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul); Laura Tonini –  Associação dos Distribuidores de Insumos agropecuários  (Andav/RS) e Sérgio Feltraco – Federação das Cooperativas Agropecuárias (FecoAgro/RS), representando Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB)

E, finalmente, o Diálogo 5: Transparência e proatividade na relação com o Governo em prol do uso correto de defensivos agrícolas e da proteção das abelhas (Bandeira 5), contou com mediação de Ulisses Antuniassi –  Universidade Estadual Paulista – (Unesp)/Campus Botucatu e participação de Aldo Machado – Câmara Técnica de Apicultura da Secretaria de Agricultura do Estado (RS); Bruno Breitenbach – Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA); Karina Cham e Regis de Paula Oliveira – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); Antonio Carlos Ferreira – Secretaria de Agricultura do Estado do RS e Rafael de Melo Pereira – Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo (CDA)

Os principais pontos abordados durante os dois dias do Diálogos 2018 estarão numa publicação sobre o evento,  disponível para acesso no site  do Colmeia Viva®

O Colmeia Viva® é um movimento do setor de defensivos agrícolas sob a governança do Sindicato Nacional das Indústrias de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg) que tem por objetivo incentivar o diálogo entre agricultores e criadores de abelhas para encontrar caminhos para uma relação que valorize: a proteção racional dos cultivos; o serviço de polinização realizado por abelhas; a proteção das abelhas e do meio ambiente e o respeito à apicultura

Em 2017, em Brasília, empresas do setor de defensivos agrícolas assinaram um compromisso público com metas até 2020, rumo ao cumprimento do propósito de promover o uso correto de defensivos agrícolas na agricultura brasileira para proteger os cultivos e contribuir no direito básico de alimentação das pessoas, respeitando a apicultura, protegendo as abelhas e o meio ambiente. São signatárias do Compromisso 2020, as empresas Arysta Lifescience do Brasil, Basf, Bayer CropSciences, CCAB Agro, Dow AgroSciences Industrial, DuPont do Brasil, FMC Química do Brasil, Helm do Brasil Mercantil, Ihara, Mitsui Chemicals do Brasil, Ourofino Química, Rotam do Brasil Agroquímica e Produtos Agrícolas, Sumitomo Chemical do Brasil, Syngenta Proteção de Cultivos e UPL do Brasil.

Mais informações sobre o Colmeia Viva® suas bandeiras de prioridades, metas, princípios e iniciativas podem ser conferidas aqui.

Contato

colmeiaviva@sindiveg.org.br

Assistência Técnica
0800 771 8000

Assessoria de Imprensa
imprensa@sindiveg.org.br
(11) 5094-5529

Realização

Signatárias