Compartilhar

Colmeia Viva® Plano Nacional de Boas Práticas

O Plano Nacional de Boas Práticas Agricultura-Apicultura é uma das iniciativas do Movimento Colmeia Viva. É um plano de prevenção da mortalidade de abelhas e mitigação de incidentes, baseado na disseminação de boas práticas no uso de defensivos e na formalização do pasto apícola entre agricultores e apicultores.

Até 2020, uma das metas do Movimento Colmeia Viva é implantar o Plano Nacional via Plataforma Digital que possibilite o diálogo, firmando parceria com pelo menos uma entidade representativa de agricultura, apicultura e de aplicação de defensivos agrícolas nas seguintes áreas-foco: Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul (até final de 2018) e Estados de Mato Grosso, Minas Gerais, Bahia e Goiás (até o final de 2019).

O escopo do Plano Nacional de Boas Práticas Agricultura-Apicultura foi definido por meio dos resultados obtidos em importantes ações e fontes de informações, como:  Mapeamento de Abelhas Participativo, iniciativa Diálogos, Entrevistas com especialistas, Participação em eventos, Estudos disponíveis e publicações na imprensa.

As principais iniciativas do Plano Nacional são: Assistência Técnica, App, Boas Prática, EAD. A implantação das iniciativas do Plano Nacional (Assistência Técnica 0800, Boas Práticas, App e EAD) ocorre em todo o território nacional. No entanto, os esforços das ações serão dirigidos para nove áreas-foco de trabalho até 2020.

As áreas-foco são estabelecidas com base na interação de critérios de Estados relevantes na produção apícola, regiões agrícolas com culturas reconhecidas por serem exploradas como pasto apícola por criadores de abelhas, regiões relevantes na aplicação de defensivos agrícolas (modalidades aérea e terrestre) e principais regiões envolvidas no registro de perda de abelhas.

Áreas foco

MAP – Mapeamento de abelhas participativo

Iniciativa de pesquisa com a participação da Unesp e UFSCar

Dentro das ações do Movimento Colmeia Viva, a iniciativa de pesquisa Map (Mapeamento de Abelhas Participativo) realizada entre 2015 e 2018, com fase piloto em 2014, traz levantamento de dados sobre a mortalidade de abelhas no Estado de São Paulo com um mapeamento inédito dos fatores que contribuem para a perda de colmeias. Afinal, entender esses fatores é o primeiro passo para uma relação mais produtiva entre agricultura e apicultura. Para saber mais sobre os resultados da iniciativa de pesquisa que subsidiou o desenvolvimento deste plano nacional.

Contato

colmeiaviva@sindiveg.org.br

Assistência Técnica
0800 771 8000

Assessoria de Imprensa
imprensa@sindiveg.org.br
(11) 5094-5529

Realização

Signatárias